jusbrasil.com.br
20 de Setembro de 2021

Divórcios em tempos de COVID-19

Divórcios tem crescido mundialmente

Fernando Nascimento , Advogado
Publicado por Fernando Nascimento
ano passado


Não é novidade para ninguém que o número de divórcios tem crescido mundialmente em tempos de COVID-19.

Seja em razão dos conflitos pré-existentes que vem sofrendo maior desgaste, seja em razão de novos conflitos gerados com base no desafio da convivência a dois em tempo integral.

Em todo o caso, não sendo possível a superação dos obstáculos conjugais, cabe aos resquícios do amor destino certo, o divórcio.

Divórcio esse que, dependendo do caso, pode ser realizado de forma descomplicada, em cartório, sendo necessário para tanto que ambas as partes estejam de acordo em divorciar-se e de acordo com os termos, sejam eles: divisão de bens, nome, pensão.

Estando de acordo, há a necessidade de se contratar advogado para representação perante o cartório, recolher os emolumentos (que podem ser desconsiderados caso as partes sejam hipossuficientes) assinar a escritura, e vida que segue!

Caso existam filhos menores ou incapazes, ou, caso as partes não entrem em consenso sobre os termos do divórcio, cabe ao judiciário resolver.

0 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)